quarta-feira, julho 24, 2024
Publicidade
InícioSanta IsabelClebão denuncia caos na saúde de Santa Isabel e diz que vai...

Clebão denuncia caos na saúde de Santa Isabel e diz que vai mudar prioridades

O pré-candidato a prefeito de Santa Isabel, Clebão, responsabilizou o atual prefeito de Santa Isabel, Carlos Chinchila, pelas péssimas condições da Saúde oferecidas nas unidades municipais, especialmente a UPA. As críticas aconteceram depois de uma avalanche de reclamações de usuários que sofreram com a falta de atendimento na unidade no último sábado.

De acordo com Clebão, o povo está cansado do descaso com a saúde em Santa Isabel: “Neste sábado, a pedido da população, visitei a UPA, que ficou horas sem atendimento. Encontrei pessoas revoltadas com a falta de compromisso do prefeito. Ele prometeu cuidar das pessoas, mas abandonou a saúde para fazer festas milionárias”.

Em uma das denúncias que circularam pelas redes sociais, uma paciente relatou que dos médicos presentes na unidade, um atendia normalmente, enquanto outra ignorava os chamados e ainda ofendia quem reclamava da demora de horas: “Tem uma doutora aqui que ela não trabalha, enquanto tem um monte de criança chorando, aguardando exame”, dizia o áudio.

As reclamações, diz Clebão, são pelo descaso, pela demora e pela ineficiência do serviço oferecido pela Prefeitura liderada pelo médico Carlos Chinchila, que há quatro ano comanda a cidade e não conseguiu fazer as unidades que atendem a população funcionarem com qualidade: “Pelo contrário, nesse tempo, a saúde só piorou”.

Após a denúncia do pré-candidato da Frente Ampla União e Renovação, o prefeito tentou desmentir a situação em um vídeo, dizendo que “a situação não era tão grave assim”. As redes sociais de novo reagiram, reafirmando o abandono da saúde: “A população não é boba e conhece a verdade”, disse Clebão, que completou: “Que vergonha, hein, prefeito! Não tem compromisso com a saúde e ainda falta com a verdade. Mas isso vai acabar!”.

Renovação

De acordo com Clebão, Santa Isabel necessita de uma mudança de prioridades em várias áreas, especialmente na Saúde, passando pelo direcionamento dos recursos: “Não dá para gastar R$ 6 milhões com rodeios, festas e eventos. É um dinheiro que deveria ser usado para melhorar a saúde, garantir exames, remédios e um atendimento digno nos postos de saúde e na UPA. Festa é bom, ninguém é contra. Mas a saúde vem em primeiro lugar”.

Publicidade
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidade

MÚSICA E ENTRETENIMENTO

ARTIGOS POPULARES